Operação que combate abuso sexual infantil cumpriu mandados em CG; investigação teve início em Corumbá

Operação que combate abuso sexual infantil cumpriu mandados em CG; investigação teve início em Corumbá

Compartilhe este conteúdo:

Diário Corumbaense

A Polícia Federal cumpriu dois mandados de busca domiciliar e dois mandados de prisão preventiva, em Campo Grande, durante ação que faz parte da Operação Nicolau III, deflagrada na segunda-feira (27), com o objetivo de combater o abuso sexual infantil em Mato Grosso do Sul. As investigações tiveram início em Corumbá.

De acordo com PF, dois internos do sistema prisional, que estavam em regime semiaberto, armazenavam material contendo vídeos e imagens pornográficas e sexuais envolvendo crianças e adolescentes e ainda disponibilizavam em grupos destinados a essa finalidade.

Ambos estavam presos por estupro de vulnerável e, após progressão de regime, cumpriam suas penas em regime semiaberto.

Com os mandados de prisão preventiva determinados pela Justiça, ambos retornarão ao cumprimento recluso de suas penas, além de serem responsabilizados pelos crimes de armazenamento e disponibilização de material pornográfico, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, cujas penas máximas chegam a 10 anos.

Os mandados de busca domiciliar e de prisões preventivas foram expedidos pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Campo Grande.

Fases I e II

Em Corumbá, durante as fases I e II da Operação Nicolau, mandados de busca e apreensão foram cumpridos, no dia 23 de abril, quando foram apreendidas mídias digitais e, no dia 09 de maio, na casa de um investigado. 

Investigação apontou que o homem armazenava e disponibilizava vídeos e imagens de abuso sexual infantojuvenil na internet. Também foram apreendidas mídias para serem submetidas à perícia.

A operação

O nome da operação faz referência a São Nicolau, conhecido como protetor das crianças.

Foto: Divulgação Polícia Federal

Compartilhe este conteúdo: