Pecuária de MS investe em genética para aumentar produtividade e qualidade da carne

Pecuária de MS investe em genética para aumentar produtividade e qualidade da carne

Compartilhe este conteúdo:

Com 17,7 milhões de cabeças de gado, o Mato Grosso do Sul vem apostando na melhoria genética para aumentar a produtividade e oferecer mais qualidade à carne produzida no Estado. Dados revelam que o setor pecuário é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense, sendo o terceiro principal produto na balança comercial, ficando apenas atrás da soja e produtos florestais.

Durante a abertura ontem (5) à noite, em Campo Grande, do Encontro Técnico - Central de Avaliação de Reprodutores Nelore (C.A.R.N.E), promovido pela Nelore IPB, o governador Eduardo Riedel ressaltou a importância do parque produtivo e fabril instalado em Mato Grosso do Sul.

"O Estado não só é um grande produtor em termos de volume, mas é um produtor que oferece uma das melhores qualidades do Brasil em termos de carne. Para os frigoríficos ter um parque muito extenso e diversificado, oferece diferentes nichos de mercado, exporta para fora do País, tem mercado interno, e o mercado prêmio. O Mato Grosso do Sul conseguiu alcançar um estágio não só de qualidade de produção como de mercado, que é extremamente importante para a cadeia produtiva como um todo. E encontros técnicos como esse, ajudam a fomentar e divulgar o que existe de melhor em termos de genética, tecnologia de produção, discussões sobre os mercados de uma maneira geral", destacou.

Ainda segundo o governador Riedel, o cenário que se apresenta é de grandes oportunidades e incremento de produtividade em relação ao uso do solo, gerando alternativas de exploração de novos e grandes mercados externos, além de quebras de paradigmas com a produção  sustentável. "Se tem uma atividade que captura carbono é a agropecuária", comentou.

O evento, que acontece até sábado (8), tem uma extensa programação com cases de melhoramento genético, leilões de bovinos, palestras, entre outras ações. As informações são da Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul.

Foto: Saul Schramm

Compartilhe este conteúdo: